quinta-feira, 22 de outubro de 2009

COMO PREPARAR E EXTRAIR O MELHOR DAS PLANTAS MEDICINAIS

Pela dissolução, isto é, reduzir à forma liquida (chás) partes das plantas como folha, flor e caule temos que observar algumas medidas para não se perderem os princípios medicamentosos das plantas.Tem que ser preparadas em recipiente, de barro, de porcelana ou de esmalte.

Deve-se evitar, em todo o caso, os utensílios de metal que são atacados pelos ácidos das plantas e que podem alterar os componentes químicos extraídos dessas plantas.Pode ser preparada em água fria – por maceração – ou em água quente – por infusão ou decocção.

Maceração – Após amolecer ou esmagar as partes da  planta, coloca-se em água fria por  durante uma ou duas horas, e ás vezes mesmo durante toda a noite - em água fria – dependendo da planta.

Infusão – Após ter despejado água fervente sobre os pedaços frescos ou secos da planta, deixa-se infundir a mistura durante algum tempo que varia de alguns minutos a meia hora para as flores, os caules e as folhas, e de uma a duas horas para as outras partes da planta como raiz ou casca.

Decocção – Extraem-se os produtos ativos das plantas cozendo-as em água. O tempo de cozimento varia conforme a planta ou parte da planta utilizada. Será mais longo para a casca e a raiz, do que para as flores ou frutos. Deixa-se esfriar a mistura, o tempo e depois, filtra-se, coa-se. Esse processo só é utilizado nos casos em que a infusão não é suficiente para dissolver na água os princípios ativos dos vegetais.

Nenhum comentário:

Postar um comentário